O desenvolvimento de sistemas internos eficientes para uma empresa é uma solução tecnológica essencial para o sucesso de um negócio, seja ele de pequeno, médio ou grande porte.

Afinal, gerenciar um empreendimento implica no controle de toda a logística que envolve os setores e processos para seu perfeito funcionamento. 

Essa tarefa pode se tornar significativamente complicada sem os sistemas que atendem as necessidades organizacionais. 

Dessa forma, profissionais desenvolvedores de softwares que trabalham com a programação das tecnologias de informação de uma organização, tornam-se parte de um serviço quase indispensável hoje em dia.

Nesse sentido, a contratação de um desenvolvedor ou de uma empresa de desenvolvimento são duas opções disponíveis para os gestores.

Entretanto, fazer a escolha certa conforme a realidade do seu negócio é um ponto crucial para garantir um bom Retorno sobre o Investimento (ROI).

Então, sente-se confortavelmente em sua cadeira de escritório gamer e continue lendo este artigo para entender melhor o que faz um desenvolvedor e o motivo dessa profissão ser tão importante.

Abordaremos as dificuldades encontradas para a contratação desses profissionais, e as vantagens de optar por um desenvolvedor ou pela terceirização dessa função para uma empresa especializada. Acompanhe!

 

Afinal, quem é esse profissional?

 

Um desenvolvedor de sistemas, ou ainda um desenvolvedor de softwares, é aquele responsável por planejar, desenvolver e testar qualquer tipo de aplicação web, como um programa, um aplicativo, um sistema operacional, um site, entre outras opções.

É uma das profissões mais importantes do setor tecnológico, fundamentais para organizações manterem-se no mercado, afinal de contas, as soluções tecnológicas são grandes diferenciais competitivos.

Esse profissional deve compreender as necessidades organizacionais de uma determinada empresa, como uma fabricante de caixa de montagem para circuito eletrônico, coletando informações para o planejamento do algoritmo para serviços internos e externos.

Também deve visar uma boa integração entre setores e funcionalidades, como marketing e vendas, por exemplo.

Logo, deve desenhar e executar as soluções, bem como manter-se responsável pelos ajustes e correção de possíveis erros, dando a manutenção necessária.

Além da parte mais prática do desenvolvimento de sistemas, como a programação em si, existem outras funções que podem ser desempenhadas por esse profissional, que envolve cargos de liderança e planejamento, como a gestão de projetos, por exemplo.

Algumas frentes de desenvolvimento para o qual esse profissional pode ser especializado, afunilando esse grande campo do conhecimento que é o desenvolvimento de sistemas e que podem trazer soluções mais pontuais para sua empresa, são:

 

Desenvolvedor front-end

Esse profissional é responsável pelo desenvolvimento das interfaces, ou seja, da parte visível com a qual o usuário pode interagir.

Outra definição do desenvolvimento front-end é que essa programação é própria para ser interpretada pelos navegadores, que convertem a linguagem em códigos para a web.

Mais especificamente, pode-se ainda definir escopos como o design ou user experience (UX, ou experiência do usuário). Tudo depende do planejamento da empresa, assim como seus objetivos e expectativas.

Em um exemplo prático, para o desenvolvimento de um site para uma loja de informática notebook, um desenvolvedor front-end pode otimizar tanto a construção de interfaces gráficas, quanto de scripts dinâmicos, entre outras ações específicas.

 

Desenvolvedor back-end

Já o desenvolvedor de back-end é responsável pela estrutura interna da aplicação. 

Nesse caso, é fundamental o domínio de técnicas voltadas para análise de padrões, banco de dados, integrações e, principalmente, registros e fluxos de informações.

 

Desenvolvedor full-stack

Este é um tipo de programador híbrido que está apto para atuar como front-end ou back-end para o desenvolvimento de um sistema para computador completo, sendo um dos mais versáteis de todo o mercado de TI.

Ter esse profissional na composição de uma equipe de desenvolvimento, ou mesmo como desenvolvedor responsável, é uma grande vantagem para a empresa, uma vez que ele está capacitado para acompanhar todas as etapas do projeto.

 

Desenvolvedor mobile

Outra categoria são os desenvolvedores mobile, que estão ganhando espaço e sendo cada vez mais valorizados devido à crescente expansão do mercado de dispositivos móveis, como os tablets e smartphones.  

Como o próprio nome diz, esse profissional é responsável por desenvolver aplicações para esses dispositivos, sendo o campo de atuação mais bem remunerado atualmente e a grande tendência de demanda para o futuro.

Da mesma maneira, a capacitação de um desenvolvedor de software pode ser genérica ou mais especializada, sendo necessário certos leques de conhecimentos, conforme a função designada.

Ao escolher um desenvolvedor ou empresa especializada para atender as necessidades de seu negócio, como uma confecção de camisa com logo bordado, você deve considerar pontos como:

  • A formação acadêmica; 
  • Os conhecimentos multidisciplinares, como o gerenciamento de negócios;
  • As habilidades específicas, principalmente a lógica;
  • A capacidade criativa para solucionar problemas
  • Os valores e princípios do profissional;
  • O perfil proativo, que busca atualização e aperfeiçoamento constante;
  • As habilidades de comunicação interpessoal;
  • A facilidade de trabalhar em equipe.

O mais comum é que esses profissionais possuam formação em áreas como Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciências da Computação, Sistemas da Informação, Engenharia da Computação ou afins.

 

A contratação de um desenvolvedor 

 

Agora que você já entendeu a importância de um desenvolvedor e como ele pode contribuir para o crescimento de qualquer negócio, vamos finalmente falar sobre as opções disponíveis para os gestores.

O maior desafio para as empresas, como uma express gráfica rápida, para contratar desenvolvedores, é o fato de que a demanda é bem maior do que a oferta. 

Essa é uma profissão que se mantém nas primeiras posições dos rankings de profissões em alta, mas faltam pessoas realmente capacitadas e com experiência. 

Nesse sentido, uma decisão estratégica para uma empresa é optar por investir na construção da base profissional de trabalhadores recém-formados, com pouca experiência, desde que identifique um perfil adequado.

As maiores queixas do mercado para qualquer negócio, como para uma fabricante de mesa de som 8 canais, são a escassez de competências e a falta de educação formal na área.

Outro problema frequente são as dificuldades com o processo seletivo e avaliação dos profissionais, quando não há familiaridade dos gestores ou do setor de RH com a tecnologia de sistemas.  

Existem plataformas online de recrutamento que fazem a pré-seleção de candidatos, ao aplicar filtros como formação, experiência, competências e disponibilidade, facilitando esse processo, e que podem ser uma solução para dificuldades nesse sentido.

Mas a guerra acirrada por talentos faz com que o custo da contratação desse profissional seja alto.   

De acordo com pesquisas da área, com valores baseados na média salarial em 2020, o salário inicial é de R$ 2.000,00 para os iniciantes, podendo chegar a R$ 14.000,00 para profissionais mais experientes.

Claro que a remuneração média varia conforme o setor de atuação, a especialização, a região de atuação, a experiência profissional, assim como com os conhecimentos e habilidades específicas.

Ainda assim, para grandes empresas que querem formar seu time interno de Tecnologia de Sistemas de Informação, o diferencial competitivo certamente vale o investimento. 

 

Vantagens de uma empresa de desenvolvimento

 

Se a sua empresa, seja ela uma gráfica especializada em impressão banner lona ou uma multinacional não tiver experiência com o setor, pode ser frustrante optar por uma equipe interna.

Nesse caso, ou para necessidades pontuais, o mais interessante é a terceirização desse serviço. 

Contratar uma empresa especializada é a opção mais viável, proporcionando maior liberdade para o gestor exercer suas tarefas rotineiras, sem precisar gastar grande energia e tempo se preocupando com esses processos.

Existem ainda serviços terceirizados desenhados para soluções ou processos específicos, como softwares próprios para os segmentos de saúde, transporte ou vendas, entre tantas outras possibilidades.

Essa contratação traz certas garantias em relação ao cumprimento de prazos, orçamentos pré-definidos, qualidade e eficiência do produto, além de redução de surpresas ou problemas durante o processo de desenvolvimento.

Outros benefícios que um serviço terceirizado especializado em desenvolvimento de sistemas traz para a empresa-cliente são as consultorias e o repasse de conhecimento técnico para a equipe da contratante.

Isso envolve práticas de gestão, de produtividade, metodologias de trabalho, entre outros aspectos mais específicos de cada sistema.

 

Considerações finais

 

Optar pela decisão mais estratégica, de acordo com a realidade da companhia, é a função de um gestor de sucesso.

O custo-benefício associado ao diferencial competitivo é alto, mas como a decisão estratégica que é, depende de uma decisão pautada em uma boa base de projeções.

Independentemente da solução escolhida, o investimento em tecnologia traz uma série de vantagens e benefícios para os mais diversos processos dentro de uma organização,  sendo sinônimo de um alto índice de ROI.

A eficiência dos sistemas, aplicações e demais softwares, assim como a interação entre eles, é a receita do sucesso das mais diversas corporações, não sendo por acaso tal valorização do profissional de desenvolvimento de Tecnologias da Informação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.